Como hobbies podem ajudar a exercitar o cérebro

 

Exercitar o cérebroUma rede de mais de 100 milhões de células nervosas que controla desde a respiração até a maneira como nos sentimos. Esse é o nosso cérebro, responsável pelo gasto de 20% da energia basal – aquela consumida quando estamos acordados, mas em repouso. Uma quantia considerável para um órgão que tem somente 2% do peso dos nossos corpos, chegando a pouco mais de um quilo.

Como está ligado a todo nosso organismo, o cérebro é influenciado pelo estilo de vida que levamos. Depois dos 25 anos, é normal que os neurônios comecem a diminuir e o cérebro pode perder de 5% a 10% do seu peso. Também começa a faltar dopamina, glutamato e serotonina – o que causa perdas cognitivas, como falhas de memória e dificuldade de aprender algo novo.

Mas não precisa ficar preocupado. Apesar do envelhecimento natural, o cérebro é um órgão com alta capacidade de se moldar conforme as interações com o ambiente. Ou seja, se você estimulá-lo e deixá-lo ativo, todas essas perdas serão minimizadas. Então, como fazer isso?

Para responder a essa pergunta, preparamos esse post com dicas para manter a mente ativa e sempre em exercício. Assim, o envelhecimento não será um problema e você ficará mais longe da depressão – já que a falta de atividades que estimulam o cérebro pode favorecer esse quadro.

Exercitar o cérebro: como um hobby pode ajudar

Aprenda uma nova língua

Esse exercício irá ativar diversas áreas do cérebro, podendo ajudá-lo inclusive a ser mais organizado e ter mais foco em seus projetos pessoais. Ao estimular regiões que guardam informações da linguagem, até o conhecimento sobre sua língua nativa será melhorado.

Cultive hobbies

Treinar habilidades criativas e que lhe tragam prazer faz com que diversas regiões do cérebro se beneficiem e passem a trabalhar mais rápido. Que tal começar a tocar violão ou matricular-se em uma aula de dança? Já pensou em aprender mágica? Esse hobby irá desenvolver a coordenação motora, o pensamento matemático e o raciocínio lógico. Jogos também são seus aliados: pratique xadrez, palavras cruzadas e, sim, jogue videogame!

Leia muito, leia o que puder

Pesquisadores da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, convidaram um grupo de teste para ler um capítulo do livro Mansfield Park, de Jane Austen, dentro de uma máquina de ressonância. Para analisar os resultados, o capítulo deveria ser lido de duas maneiras diferentes: primeiro, uma leitura sem compromisso; depois, analisando criticamente o texto. A conclusão? Quando lemos, o sangue flui para diversas regiões do cérebro associadas à concentração. E, na leitura crítica, áreas menos ativas desse órgão também entram em atividade. Ou seja, ler é um exercício fundamental para manter o cérebro jovem.

Mude a rotina

O nosso cérebro precisa ser desafiado diariamente. Para isso, você pode escolher um caminho diferente para ir ao trabalho, trocar o relógio de pulso, ver as horas através de um espelho, andar pela casa de trás para frente, mudar o mouse de lado, aprender uma palavra nova a cada dia com o dicionário. São pequenas alterações que farão muita diferença na maneira como seu cérebro reage aos estímulos!

E você? Já pratica alguma atividade para deixar o cérebro sempre alerta? Divida sua experiência conosco através dos comentários!

Metodologia Magicando

Mágica Grátis

Leave a Comment